Nova técnica de edição de DNA poderá curar até ‘89% das doenças genéticas’ no futuro