Ponte cai e deixa mortos em Gênova, na Itália

Uma parte da ponte Morandi desmoronou em Gênova, no norte da Itália, na manhã desta terça-feira (14), e deixou ao menos 11 mortos e cinco feridos graves, de acordo com a imprensa italiana.

O balanço de mortos ainda a, pois as equipes de resgate trabalham no local em buscas de vítimas. O jornal “Corriere della Sera” afirma que 11 pessoas morreram e cinco ficaram gravemente feridas. Já o “La Stampa” afirma que o númoro de mortos chega a 20.

Mais cedo, a agência italiana Adnkronos e o jornal “Le Reppublica”, citando o serviço de Emergência 118 Gênova, afirmaram que “dezenas” de pessoas tinham morrido.

O diretor da central de emergência 118 Gênova, Francesco Bermano, afirmou que várias pessoas estão sob os escombros da ponte e que feridos já foram levados para um hospital da região. Cerca de 200 agentes estão envolvidos nas operações de resgate.

100 metros de altura

A estrutura, que atravessa a cidade portuária de Gênova, estava a cerca 100 metros de altura. Ela passa por uma área densamente habitada. A maior parte do viaduto caiu no leito do córrego Polcevera, mas trechos enormes caíram nas casas, nos galpões e nas ruas abaixo.

O incidente ocorreu por volta das 11h15 (no horário local) após uma forte chuva atingir a região. O colapso da ponte pode estar relacionado a um problema estrutural.

A ponte foi construída nos anos 60 e o governo tinha iniciado uma reforma na obra em 2016. Ela tem 1.182 metros de comprimento e 45 de altura.

O ministro do transporte de Itália, Danilo Toninelli, afirmou que o colapso da ponte é “uma terrível tragédia”.

De acordo com o jornal “La Stampa”, o colapso do viaduto atingiu o estacionamento da Ansaldo Energia, uma das principais fábricas de produção de energia da Itália. Aparentemente o local estava vazio no momento do acidente.

Fonte: G1.

Comentários

Captha *