Secretaria de Saúde divulga o ‘Setembro Amarelo’, Campanha de Prevenção ao Suicídio

Falar sobre suicídio é um tema complexo e considerado tabu em muitas sociedades. No entanto, não podemos fechar os olhos para o aumento significativo de casos de suicídio em todo mundo, em particular em nossa realidade brasileira.

Mais do que um problema de saúde pública o comportamento suicida tem suas raízes em múltiplas questões e por isso mesmo precisa ser enfrentado por toda sociedade. Pelos números oficiais, são 32 brasileiros mortos por dia, taxa superior às vítimas da AIDS e da maioria dos tipos de câncer. Esse mal silencioso assusta e afasta a compreensão sobre o assunto, dificultando assim a identificação dos sinais de que uma pessoa próxima está com ideias suicidas.

A Organização Mundial da Saúde estima que, 9 em cada 10 casos poderiam ser prevenidos. Para que a prevenção ocorra é preciso divulgar, informar e preparar toda a sociedade. Preocupados com essa situação, associações de profissionais da saúde, apoiadas pelo Ministério da mesma pasta atribuíram ao mês de Setembro uma cor: o amarelo. E assim, desde 2015 deu-se início a campanha de prevenção ao suicídio: Setembro Amarelo.

Em nosso município, a preocupação com este fenômeno complexo acompanha diariamente as ações e estratégias de vários setores, em especial do eixo de saúde mental das políticas públicas do SUS. E dessa forma, empenhados em cumprir à risca os dizeres da campanha, o Centro de Atenção Psicossocial Dr. Wilson Newton Barbosa – CAPS de Batatais estará empenhado em alertar a população em geral sobre o tema, além de orientar profissionais de outras áreas para identificar e notificar corretamente os casos.
A programação do CAPS para a campanha do Setembro Amarelo inclui: visitas técnicas para divulgação e orientação nas Unidades Básicas de Saúde, Centro de Especialidade e UPA; divulgação online do material de campanha nos meios de comunicação, comércio, associações, etc.; mobilização comunitária na Praça do Santuário no dia 28 de setembro, com esclarecimentos em geral para a população.

Segue aqui algumas mensagens centrais da campanha a saber: 

– Esconder o assunto, não falar sobre o comportamento suicida gera ainda mais preconceito e dificuldade para quem está em sofrimento.
– Angústia, desânimo exagerado, desespero, ansiedade, tristeza, não é frescura, nem loucura, nem falta de vontade! É sinal de que você está adoecendo e precisando de ajuda.
– Está achando que a única saída de seus problemas é acabar com sua vida? Procure ajuda! Converse com alguém de sua confiança, um professor, um familiar, um amigo… mas não se isole.
– Suicídio se combate com prevenção: procure sua unidade de saúde. Ali inicia seu tratamento. O CAPS também é seu ponto de referência para retomar sua condição mais saudável.
– Além dos centros de saúde, conte com o apoio de associações, grupos de ajuda, e do CVV (Centro de Valorização da Vida) por meio do telefone 188. A ligação é gratuita.

Fonte: Prefeitura de Batatais.

Comentários

Captha *