Profissionais da Saúde de Batatais recebem treinamento para implantação do Serviço de Profilaxia Pós Exposição

Neste Sábado, dia 06 de Outubro, e também no dia 19, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Programa Municipal de IST/AIDS, promoverá uma capacitação para os profissionais da UPA e Ambulatório de Infectologia para a implantação do serviço de Profilaxia Pós Exposição em Batatais. O treinamento será ministrado pela Drª Renata Abdusch, Médica Infectologista responsável pelo SEAVIDAS-HCRP e do Programa Municipal de IST/AIDS, Hepatites Virais e Tuberculose de Ribeirão Preto, referência em Genotipagem pelo Ministério da Saúde.

Segundo a Secretária de Saúde, Luciana Nazar Arantes, Profilaxia Pós Exposição ou PEP é uma medida de prevenção que consiste em prevenir a infecção pelo HIV, através da ingestão de antirretrovirais após uma provável exposição ao vírus. O Ministério da Saúde diante da epidemia da AIDS preconiza um leque de estratégias para prevenir a infecção pelo HIV. A PEP faz parte destas estratégias que chamamos de Prevenção Combinada. A prevenção combinada é um conjunto de medidas e estratégias comportamentais e biomédicas de prevenção em diferentes momentos da vida de uma pessoa que deve ser utilizada a partir de sua realidade e dentro das suas possibilidades. O guia básico de Prevenção Combinada do Ministério da Saúde inclui: Testagem para o HIV, Sífilis e Hepatites virais; PEP; Profilaxia Pré-Exposição (PrEP); Exames de HIV, Sífilis e Hepatites virais no pré-natal; Redução de Danos; Diagnóstico e Tratamento de outras IST (infecção sexualmente transmissível); Preservativo masculino, feminino e gel lubrificante e Tratamento para todas as pessoas.

O primeiro atendimento após a exposição ao HIV é considerado pelo Ministério da Saúde um atendimento de urgência. O início desse tratamento deve ser idealmente em até 2 horas após a exposição e no máximo até 72 horas, sendo que a eficácia pode decair à medida que as horas passam. Os antirretrovirais são utilizados por 28 dias para garantir a eficácia da prevenção. O profissional da saúde avaliará o risco que o paciente teve e informará ao médico que indicará ou não a PEP, baseado em critérios de exposição. A pessoa exposta deve repetir as testagens preconizadas em 30 e 90 dias após a exposição no Centro de Testagem e Aconselhamento. Os locais que fazem PEP tem como porta de entrada um serviço de atendimento 24 horas, por exemplo: UPA. O seguimento dos casos ocorrerá no SAE (Serviço de Atenção Especializada) do Ambulatório de Especialidade EGYDIO RICCO onde está situado o Ambulatório de Infectologia. O Programa Municipal de IST faz parte dos 145 municípios do estado de São Paulo prioritários no atendimento às pessoas vivendo com HIV. Com a implantação da PEP no município, a cidade completará o guia básico de Prevenção Combinada do Ministério da Saúde.

Fonte: Prefeitura de Batatais.

Comentários

Captha *