Governo de SP classifica Ribeirão Preto e Barretos na fase vermelha e fecha serviços não essenciais

O Governo do estado de São Paulo anunciou no início da tarde quarta-feira (10) que os municípios das regiões de Ribeirão Preto (SP) e Barretos (SP) estão classificados com bandeira vermelha e voltaram para a fase 1 do plano de flexibilização gradual. Franca (SP) permanece na fase 2, de cor laranja.

Durante coletiva de imprensa, o governador João Doria (PSDB) disse que as atividades econômicas liberadas para retomada em 1º de junho voltarão ser fechadas a partir da próxima segunda-feira (15). Apenas os serviços considerados essenciais poderão funcionar.

“Estudos apresentados pontavam que os casos estabilizariam na região metropolitana e aumentaria no interior do estado. Foi exatamente o que aconteceu. Com o plano São Paulo podemos atuar melhor em cada região do estado. Claramente, temos um aumento de casos em regiões de Barretos, Presidente Prudente e Ribeirão Preto”, disse Doria.

Além disso, o governador do estado também prorrogou a quarentena, que terminaria na próxima segunda-feira, até o dia 28 de junho.

O prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira (PSDB), já havia descartado a reabertura de bares, restaurantes e salões de beleza, que é permitida na fase 3, de cor amarela. Segundo Nogueira, houve aumento no número de casos e óbitos por Covid-19, além da taxa de ocupação dos leitos exclusivos para tratar pacientes com sintomas da doença estarem acima dos 75%.

Calçadão de Ribeirão Preto lotado no primeiro dia de reabertura do comércio de Ribeirão Preto, SP — Foto: Reprodução/EPTV

Calçadão de Ribeirão Preto lotado no primeiro dia de reabertura do comércio de Ribeirão Preto, SP — Foto: Reprodução/EPTV

Em Ribeirão Preto, em 1º de junho, foi permitida a retomada das atividades de imobiliárias, concessionárias e revenda de veículos, escritórios em geral, comércio de rua e shopping center, com a restrição no horário de funcionamento de até quatro horas seguidas por dia e limitado ao atendimento de 20% da capacidade permitida no alvará.

Além dessas atividades, Barretos também pôde reabrir salões de beleza, bares e restaurantes, com restrições, em 1º junho.

Os dois municípios precisarão voltar a restringir os serviços considerados não essenciais.

Em Franca (SP), também foi permitida a retomada das atividades de imobiliárias, concessionárias e revenda de veículos, escritórios em geral, comércio de rua e shopping center, com restrições, a partir de 1º de junho. O governo do estado de São Paulo entendeu o a regional de Franca deve permanecer na fase 2 e manter os serviços em funcionamento.

Na reavaliação das regionais, nenhum município alcançou os indicadores necessários para a fase 3, na faixa de cor amarela.

Regiões de Ribeirão Preto (SP) e Barretos (SP) estão na fase vermelha do governo de São Paulo — Foto: Divulgação/Governo de SP

Regiões de Ribeirão Preto (SP) e Barretos (SP) estão na fase vermelha do governo de São Paulo — Foto: Divulgação/Governo de SP