Christopher Plummer morre aos 91 anos

O premiado ator Christopher Plummer morreu aos 91 anos nesta sexta-feira (5). Segundo o site Deadline, o ator morreu em sua casa, em Connecticut, nos EUA, ao lado da mulher Elaine Taylor, com quem foi casado por 53 anos. A causa da morte não foi revelada.

Celebrado por sua longa carreira, Plummer marcou a história do cinema com sua atuação no clássico “A noviça rebelde” (1965).

O canadense também tem as marcas de ser o ator mais velho a ganhar um Oscar (em 2012, aos 82 anos, por “Toda forma de amor”) e o mais velho a ser indicado (em 2018, aos 88 anos, por “Todo o dinheiro do mundo”).

Apesar da longa carreira, sua primeira indicação aconteceu apenas em 2010, por sua atuação em “A última estação”. Nas três vezes, concorreu como melhor ator coadjuvante.

O empresário e amigo do ator, Lou Pitt, lamentou a morte. “Cris era um homem extraordinário que amava e respeitava sua profissão. Por meio de sua arte e humanidade, ele tocou todos os nossos corações e sua vida lendária vai durar por todas as gerações que virão. Ele viverá eternamente entre nós.”

Nascido em Toronto, no Canadá, Plummer tem diversas obras importante em seu currículo ao longo de 75 anos de carreira.

Ele também é reconhecido por seu trabalho nos palcos, e ganhou duas vezes o prêmio Tony, considerado o mais importante do teatro americano, além de outras sete indicações.

Christopher Plummer em 'Toda forma de amor', filme pelo qual ele ganhou o Oscar de ator coajuvante em 2012 — Foto: Divulgação

Christopher Plummer em ‘Toda forma de amor’, filme pelo qual ele ganhou o Oscar de ator coajuvante em 2012 — Foto: Divulgação

Christopher Plummer — Foto: Mario Anzuoni / Reuters

Christopher Plummer — Foto: Mario Anzuoni / Reuters

Fonte: G1

Foto: Gary Hershorn / Reuters