SÃO PAULO – Tricolor não aceita pressão de Alvaro Pereira e critica postura do uruguaio

O Boca Juniors fez de tudo para tirar Alvaro Pereira do São Paulo.

Negociou com o Internazionale de Milão, dono dos direitos, e chegou ao acerto salarial com o atleta, casado com uma argentina e que já havia concordado com a transferência.

Mas, mesmo sabendo que só tem o atleta até o dia 30 de junho, o Tricolor não quer liberar o lateral.

E as razões vão muito além do campo.

A diretoria está descontente com o comportamento dele depois que um pedido de aumento salarial foi negado.

Destaque do time desde que chegou, Alvaro Pereira fez o pedido ao vice de futebol do clube, Ataíde Gil Guerreiro, que não concordou.

Na mesma conversa, ele foi avisado que o São Paulo não irá desembolsar os R$ 21 milhões pedidos pelo clube italiano para contratar o atleta em definitivo.

Desde então, no entender dos dirigentes, o atleta estaria forçando para ir embora.

Primeiro, foi o River Plate que mostrou interesse.

Depois, o Boca Juniors. Até o rival Palmeiras apareceu nas especulações.

A diretoria alega que não foi procurada por nenhuma das equipes.

Comentários

Captha *