Cinco alunos batataenses são semifinalistas do Projeto EPTV na Escola

 
Com a proposta de fazer com que os jovens estudantes pesquisassem, analisassem, refletissem e debatessem em sala de aula sobre o tema ‘Pandemia da Intolerância’, alunos estão participando de mais uma etapa do Projeto EPTV na Escola.
 
De Batatais, cinco alunos estão entre os semifinalistas, sendo:
 
– Ana Júlia Caetano – Objetivo Batatais – Professora: Sandra Barros. Título da Redação: A intolerância de uma sociedade midiática;
– Amanda Raissa de Souza – E.E. Profª Maria Virgínia Mansur Biagi – Professora: Carla dos Santos Domingos Albino. Título da Redação: O cessar da consciência;
– Adriele Aparecida Santos de Sousa – EMEB Professora Esther Vianna Bologna – Professora: Pâmela Garbellini. Título da Redação: Carta direta aos interessados;
– Eduardo de Melo Corrêa – COC – Professora: Bianca Guiçadi. Título da Redação: DesGosto;
– Jordana dos Santos Pelis – CE SESI-235 – Professor: Jose Ricardo da Silva. Título da Redação: A cultura do “hate”.
 
O objetivo do tema deste ano é fazer os alunos pensarem sobre a questão da intolerância, questionando: Podemos dizer que a intolerância sempre esteve junto ao homem social? No mundo atual, com novos meios de comunicação em massa, ou mesmo em tempos de convívio mais restrito e isolado com nossos familiares e pessoas mais próximas, podemos dizer que estamos vivendo uma pandemia da intolerância? Numa forma bem mais ampla, a pior manifestação da intolerância é quando ela se torna discriminatória e leva a atos de violência moral e física e mesmo de exclusão daquilo que não aceitamos. É muito comum julgarmos atos discriminatórios religiosos, raciais, de gênero, sexual, entre outros, mas, quantas vezes temos disposição e vontade de olharmos para nós mesmos e refletirmos se somos ou estamos sendo intolerantes, se de alguma forma estamos agindo de maneira discriminatória ou mesmo preconceituosa?
 
Segundo Secretário de Educação, Victor Hugo Junqueira a proposta foi importante para uma reflexão sobre os mais diversos aspectos da intolerância, presente no cotidiano de toda a sociedade. “Os alunos se saíram muito bem e queremos cumprimentá-los, bem como os professores e escolas, em nome da Administração”, afirmou. Agora todos os alunos semifinalistas serão avaliados novamente e as melhores redações serão premiadas.
 
Fonte: Prefeitura de Batatais

Comentários

Captha *