Pacientes com Covid-19 têm maior risco de Alzheimer, Parkinson e AVC

Ainda estamos compreendendo os efeitos a longo prazo da infecção pela Covid-19 e as alterações que ela pode causar no corpo humano. Um novo estudo dinamarquês, apresentado na última sexta-feira (24) durante o 8º Congresso da Academia Europeia de Neurologia, concluiu que pessoas com resultados positivos para Covid-19 correm um risco maior de desenvolver distúrbios neurodegenerativos em comparação com indivíduos que testaram negativo para o vírus.

A pesquisa analisou a base de dados de saúde de mais da metade da população dinamarquesa e quase 1 milhão de indivíduos que fizeram o teste de detecção do vírus entre fevereiro de 2020 e novembro de 2021. Os cientistas usaram técnicas estatísticas para calcular o risco relativo, e os resultados foram estratificados por status de internação, idade, sexo e comorbidades.

A conclusão do estudo foi que, eentre as 43.375 que testaram positivo, houve um risco 3,5 vezes maior de serem diagnosticados com doença de Alzheimer; 2,6 vezes, com doença de Parkinson; 2,7 vezes, com acidente vascular cerebral isquêmico; e 4,8 vezes, com hemorragia intracerebral (sangramento no cérebro).

A frequência de outras doenças neurodegenerativas, como esclerose múltipla, miastenia gravis, síndrome de Guillain-Barré e narcolepsia, não aumentou após Covid-19, gripe ou pneumonia.“Encontramos suporte para um risco aumentado de ser diagnosticado com distúrbios neurodegenerativos e cerebrovasculares em pacientes positivos para Covid-19, que devem ser confirmados ou refutados por grandes estudos de registro em um futuro próximo”, observou Dr. Pardis Zarifkar, do departamento de neurologia do hospital Riget, na Dinamarca, em comunicado.

Fonte: Galileu

Foto: Internet

 

Comentários

Captha *