Variante brasileira pode driblar Coronavac, sugere estudo