Ensino superior tem 2,22% de instituições com nota máxima em avaliação do MEC

Das instituições de ensino superior avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC), 2,2% obtiveram nota máxima no Índice Geral de Cursos (IGC) 2019, divulgado nesta sexta-feira (23).

Apesar da porcentagem baixa, houve uma leve melhora em relação à avaliação anterior, quando 2% das instituições garantiram a melhor nota.

O IGC é uma média ponderada da avaliação da graduação por meio do Conceito Preliminar de Curso (CPC) e dos cursos de pós-graduação (mestrado e doutorado). A escala vai de 1 a 5. Nela, 1 e 2 são avaliações consideradas insatisfatórias, 3 é regular, e 4 e 5 são satisfatórias.

Os índices determinam parâmetros para o MEC definir, por exemplo, a participação das instituições de ensino superior em programas do governo. Em caso de sucessivas notas insatisfatórias, pode haver sanções.

“Analisando proporcionalmente, os estados do Espírito Santo (9,2%), Rio de Janeiro (6,7%) e Rio Grande do Norte (4,2%) são os que apresentam maior número de instituições com faixa 5 no IGC”, afirma Luis Felipe Grochocki, diretor de avaliação da educação superior do Inep.

Segundo especialistas, a metodologia faz com que a maioria das instituições seja classificada como “regular”, porque é uma média de avaliação. Se todas forem “boas”, a média será “regular”. Só as excelentes vão ter nota máxima.

Assim, o IGC não determina a baixa qualidade das instituições, mas as classifica em relação às demais.

Para compor a média desta edição, foram consideradas 2.070 instituições de ensino superior; o CPC (notas de cursos) de 2017, 2018 e 2019 de 24.145 cursos; e 4.679 programas de mestrado e doutorado da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Universidades públicas lideram lista das melhores

Entre as 2.070 instituições analisadas, somente 46 tiveram nota máxima (5). Entre as instituições que se destacam, 28 são privadas (16 sem fins lucrativos e 12 com fins lucrativos) e 18 são públicas: 14 federais e 4 estaduais (três de SP e uma do Rio).

Na outra ponta, 256 tiveram notas entre 1 e 2. Entre elas, 232 são privadas e 12 são públicas municipais ou estaduais. Nenhuma universidade federal teve baixa avaliação.

Em números absolutos, a avaliação das instituições ficou assim:

  • Nota 1: 6
  • Nota 2: 250
  • Nota 3: 1.320
  • Nota 4: 448
  • Nota 5: 46

Confira abaixo a lista das melhores públicas e privadas:

Instituições públicas com nota máxima no MEC

UF Instituição Sigla Categoria
BA Universidade Federal do Sul da Bahia UFSB Federal
MG Universidade Federal de Viçosa UFV Federal
MG Universidade Federal de Minas Gerais UFMG Federal
MG Universidade Federal de Lavras UFLA Federal
PR Universidade Federal do Paraná UFPR Federal
RJ Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ Federal
RJ Instituto Militar de engenharia IME Federal
RJ Universidade Estadual do Norte Fluminense darcy Ribeiro UENF Estadual
RS Universidade Federal do Rio Grande do Sul UFRGS Federal
RS Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre UFCSPA Federal
SC Universidade Federal de Santa Catarina UFSC Federal
SP Universidade Federal de São Carlos UFSCAR Federal
SP Universidade Estadual de Campinas UNICAMP Estadual
SP Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP Estadual
SP Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto FAMERP Estadual
SP Universidade Federal de São Paulo UNIFESP Federal
SP Instituto Tecnológico de Aeronáutica ITA Federal
SP Fundação Universidade Federal do ABC UFABC Federal
       

Instituições privadas com nota máxima no MEC

UF Instituição Sigla Categoria
CE Faculdade Ari de Sá FAS Com fins lucrativos
ES Faculdade de Direito de Vitória FDV Com fins lucrativos
ES Faculdade de Castelo – Multivix Castelo Multivix Castelo Com fins lucrativos
ES Faculdade do Espírito Santo UNES Com fins lucrativos
ES Faculdade Fucape FUCAPE Sem fins lucrativos
ES Faculdade São Geraldo FSG Com fins lucrativos
ES Faculdade Norte Capixaba de São Mateus MULTIVIX SÃO MATEUS Com fins lucrativos
MA Faculdade de Balsas UNIBALSAS Com fins lucrativos
MG Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia FAJE Sem fins lucrativos
MG Instituto Nacional de ensino Superior e Pós-Graduação Padre Gervásio INAPÓS Com fins lucrativos
PE Centro Universitário Brasileiro UNIBRA Com fins lucrativos
PR Faculdade Cristã de Curitiba FCC Sem fins lucrativos
RJ Escola Brasileira de Administração Pública e de empresas EBAPE Sem fins lucrativos
RJ Escola de Direito do Rio de Janeiro DIREITO RIO Sem fins lucrativos
RJ Escola Brasileira de Economia e Finanças EBEF Sem fins lucrativos
RJ Escola de Ciências Sociais Sem fins lucrativos
RJ Escola de Matemática Aplicada EMAp-FGV Sem fins lucrativos
RN Faculdade Católica do Rio Grande do Norte Sem fins lucrativos
RS Faculdades EST EST Sem fins lucrativos
SP Escola de Administração de empresas de São Paulo FGV-EAESP Sem fins lucrativos
SP Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa São Paulo FCMSCSP Sem fins lucrativos
SP Faculdade Escola Paulista de Direito FACEPD Com fins lucrativos
SP Escola de Direito de São Paulo – FGV Direito SP FGV DIREITO SP Sem fins lucrativos
SP Escola de Economia de São Paulo EESP Sem fins lucrativos
SP Faculdade São Leopoldo Mandic Com fins lucrativos
SP Faculdade de Teologia de São Paulo da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil Sem fins lucrativos
SP Faculdade de Tecnologia Saint Paul Com fins lucrativos
SP Faculdade FIPECAFI FIPECAFI Sem fins lucrativos
 
Fonte: G1

Comentários

Captha *