Jeff Bezos, homem mais rico do mundo, completa viagem ao espaço

Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, decolou nesta terça-feira (20), às 10h12 (horário de Brasília) para sua primeira viagem espacial. O pouso aconteceu às 10h22.

Ele esteve a bordo de uma nave construída por sua própria empresa, não a famosa Amazon, mas a Blue Origin, voltada ao setor aeroespacial.

O bilionário de 57 anos esteve acompanhado de uma tripulação eclética, que não inclui astronautas profissionais: foi o primeiro voo civil sem piloto ao espaço.

Fizeram parte da viagem, além dele:

  • seu irmão, Mark Bezos;
  • a piloto Wally Funk, de 82 anos, que se tornou a pessoa mais velha a ir ao espaço;
  • e o holandês Oliver Daemen, de 18 anos, o mais jovem a ir ao espaço e a primeira pessoa que pagou por isso.

Nenhum funcionário ou astronauta da Blue Origin esteve na aeronave, que fez um voo autônomo.

A cápsula New Shepard partiu de uma base remota no deserto do oeste do Texas, chamada Launch Site One, cerca de 40 quilômetros ao norte de Van Horn, a cidade mais próxima.

O voo durou 10 minutos e 22 segundos, tempo entre a decolagem e o pouso.

Os tripulantes ultrapassaram a Linha de Kármán, que fica a 100 km acima do nível do mar – limite convencionado para definir o início do espaço. Contudo, a Nasa, e o Exército dos EUA consideram que a barreira espacial é alcançada acima de 80 km.

O “passeio” de Bezos com a cápsula New Shepard aconteceu uma semana depois de outro bilionário realizar uma viagem parecida. Richard Branson, dono da Virgin Galactic, fez seu primeiro voo no último dia 11. Ambos pretendem explorar o mercado do turismo espacial.

A data definida, 20 de julho, é simbólica: 52 anos atrás, o homem chegava à Lua.

Ao pousar, Jeff Bezos disse que foi “o melhor dia” da sua vida. 

  • A voo durou cerca de 10 minutos entre a partida e o pouso.
  • A decolagem estava prevista para as 10h (horário de Brasília) em uma área remota e desértica no Texas, sem a presença de público, mas aconteceu às 10h12.
  • Assim como o voo de Branson, da Virgin, foi suborbital, ou seja, a cápsula não entrou em órbita no espaço por não ter velocidade suficiente para isso.
  • A New Shepard é uma cápsula e foguete completamente autônoma com 18,3 metros de altura que não pode ser pilotada do lado de dentro. O voo automatizado será o 16º da empresa, mas o primeiro com humanos a bordo.
  • A nave tem esse nome em homenagem a Alan Shepard, que foi o 1º astronauta dos EUA a ir ao espaço, em 1961.
Conheça detalhes da nave da Blue Origin — Foto: Elcio Horiuchi/Wagner Magalhães/Rafael Miotto/G1

Conheça detalhes da nave da Blue Origin — Foto: Elcio Horiuchi/Wagner Magalhães/Rafael Miotto/G1

Infográfico mostra as diferenças entre viagens realizadas pela Blue Origin, de Jeff Bezos, e pela Virgin Galactic, de Richard Branson — Foto: Arte G1

Infográfico mostra as diferenças entre viagens realizadas pela Blue Origin, de Jeff Bezos, e pela Virgin Galactic, de Richard Branson — Foto: Arte G1

Fonte: G1

Comentários

Captha *